• conecte-se:

Parnaíba-PI

24º 35º

Nublado

Atualizado dia 15/12/2017. Fonte: INPE

Notícias

Dólar: R$

última atualização: 01/01/1970

Boa tarde! Hoje é Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

O evento antecede a Ópera da Serra da Capivara. Joaquim Neto Apresentação da peça teatral “Nos tempos de Gungunhana” (Joaquim Neto)

Ator moçambicano abre Ópera da Cidade em São Raimundo Nonato

Foto: Foto:

Publicado Segunda-feira, 24 de Julho de 2017

A abertura da Ópera da Cidade, na Praça do Abrigo, em São Raimundo Nonato, foi realizada nesse domingo (23). O evento que antecede a Ópera da Serra da Capivara iniciou com a apresentação do ator moçambicano Klemente Tsamba, que apresentou a peça teatral “Nos tempos de Gungunhana”, baseada em narração de contos de Moçambique onde um único ator desdobrou-se em vários personagens retratando episódios mágicos paralelos à vida do célebre rei tribal Gungunhana. 

Segundo Kleber, a apresentação em praça pública foi algo novo, e que superou as expectativas. “Ainda não tive tempo de conhecer a cidade, mas andei um pouco pelas ruas e ficava pensando se as pessoas iriam comparecer ao evento. Pensando de que forma elas iriam reagir. Essa apresentação era algo novo para mim, mas foi “casa cheia”, e superou minhas expectativas”, disse o ator.

Depois da peça de Moçambique foi a vez da curitibana Raissa Fayet dar um show. A  cantora e compositora tem como tema central de seu trabalho musical, a defesa das populações indígenas e das reservas naturais.  Apesar de ter participado de diferentes eventos em áreas de preservação, tendo como último trabalho a participação em evento na Chapa dos Veadeiros (Goiás), Raissa se mostrou encantada com a Ópera da Cidade.

A cantora se apresentou com recurso de voz e violão, realizando um show com diversidade de batidas, ritmos e performances vocais. Durante a apresentação, a cantora falou sobre a receptividade dos sanraimundenses. “Gente, vocês são maravilhosos! Dá vontade de levar vocês todos para o Sul. Estou de coração cheio, de verdade. Vocês são muito calorosos e têm sido bem receptivos desde que cheguei aqui. Fico agradecida pelo carinho”, disse Raissa.

O público presente não escondeu a emoção ao assistir as apresentações e aplaudiu de pé os espetáculos. “Tenho cinquenta anos de idade, sou nascido e criado em São Raimundo Nonato, filho de São Raimundo, e nunca presenciei aqui na cidade uma apresentação tão bonita. Esse está sendo o melhor evento que já houve nos últimos anos”, afirmou o segurança Dirceu de Castro Macedo Filho.

Além de favorecer o turismo na região, o evento está favorecendo a economia, com a movimentação de bares, restaurantes e rede hoteleira, proporcionando a diferentes profissionais uma renda extra, como afirma a artesã Maria Rosa de Jesus Piauilino Negreiros, que expôs na praça da cidade peças artesanais.  “Acho que esse evento oportuniza a gente a expor nossos trabalhos, porque fazemos em casa e divulgamos apenas pelas redes sociais e muitas pessoas da região não conhecem o nosso trabalho. Por meio da Ópera na Cidade, nós estamos tendo a oportunidade de mostrar os nossos feitos e arrecadar uma renda extra”, explicou Maria Rosa.

O evento é realizado pelo Governo do Estado, por meio das Secretarias da Cultura e do Turismo, em parceria com a Fundação do Homem Americano, Caixa Econômica Federal, contando  com o apoio da Prefeitura Municipal de São Raimundo Nonato, Ibama, e com o aval da coordenadoria regional do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), por realizar-se numa Unidade Conservação.

O evento segue na cidade de São Raimundo Nonato e, em seguida, no Anfiteatro da Pedra Furada, no Parque Nacional da Serra da Capivara, no município de Coronel José Dias, nas noites das datas 27, 28 e 29 de julho, envolvendo grande número de profissionais locais, do Piauí e também de outros estados,  como cantores, músicos, bailarinos, atores, técnicos de som, de luz e cenógrafos.

 

Autoria: Marília Lélis

Leia também

Comentários

Publicidade

Últimas do Litoral

Facebook

Publicidade